Páginas

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

12 Set 2012 - 02:43am




Crescer dói né...

O pão precisa ser apanhar muito para crescer, e quanto mais apanha, mais cresce!
Então para eu crescer espiritualmente Deus vai me surrar?

Não! Deus não surra ninguém, pelo contrário, Ele sofre com seu filho por ele estar apanhando, sentindo dor, Deus sente também, mais como um Pai sente.

E assim como um pai carnal sofre com o seu filho, mas não pode o livrar de passar pelo "aprendizado da vida" (que dói pra valer), assim também Deus sofre conosco, mas não pode nos livrar do aprendizado, do crescimento e das surras, da demolição do velho homem, porque é assim que seremos novos e viveremos só para Ele.

O processo é dolorido, a morte do meu EU dói, mas faz parte da locomoção "sair da zona de conforto", para obter crescimento, sair do nível raso para dar mais um passo a frente no relacionamento com Deus.

Uma coisa que aprendi: por mais que eu tente "fugir da raia", do ministério para não sair da minha zona de conforto, eu sairei da minha zona de conforto de qualquer jeito!
Sendo obreira ou não, a fome que cresce no meu coração é a mesma que me movimenta a uma busca, que causa a morte do meu EU e que me faz sair da zona de conforto e saber que vai doer, mas é por Amor e não há nada melhor, por mais louco que isso pareça...

E a obra continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Espalhe por aí