Páginas

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Eu não vou parar ...

Sabe essa sensação de sentir os sentimentos a flor da pele e saber que os têm de maneira que não pode deixar de falar a todo instante o quanto precisa disso pra sobreviver, o quanto precisa de sentimentos pra que te tornes alguém...
Eu sinto isso, nesse momento, e sinto que por mais que eu queira e precise esquecer de tudo, que por mais que minha mente insista no fato de que não vai ser real, eu preciso, eu quero sentir, eu quero dizer que amo, porque minha maior carência não é somente precisar de alguém pra me dar carinho, pra me amar, mais também e a maior parte dela é simplesmente poder dizer "Eu te Amo" sem receio, sem dúvida, sem medo...
Eu quero, com toda a certeza poder te dizer olhos nos olhos tudo o que jogo aqui nestas palavras, tudo que um dia minha mente quer esquecer e que tão somente meu coração vive intensamente...
Mais um dia, eu aprendi...
Meu coração fortalecido pela dor aprendeu que não se deve influenciar pensamentos e desejos, quando estes já não superam nenhuma expectativa de realizações futuras ou presentes..
Aprendi que não devo sonhar nem fantasiar o que pode não acontecer, ou pode acontecer de forma contrária, aprendi que não se deve iludir o coração com histórias imaginadas, que uma mente boa é uma mente viva, ou seja, que vive a realidade, sonha sim, mais não se ilude ao ponto de ser intensamente doloroso.
Eu decidi ser feliz, por isso eu digo que Amo, porque assim sou feliz, não te esqueci apenas existe alguém na sua frente, que preenche meu olhar antes que eu me perca no seu, esse alguém que me ensinou a ser feliz mesmo amando quem não se deve amar, esse tal de Amor Próprio.
E hoje eu digo que não quero te esquecer, não quero parar de demonstrar tanto sentimento mesmo que indiretamente e sei fazer isso sem sofrer, sem doer, sem me iludir e enquanto eu achar necessário essa atitude, estas palavras, as farei e se achar necessário mudança mudarei, porém aqui eu só escrevo o que posso chamar de fragmentos de mim mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Espalhe por aí