Páginas

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Pedaços

Em todos os momentos da minha vida eu escrevo, tristes, felizes, se amo ou odeio...
Nunca me arrependi de nada que escrevi, porque cada palavra é um pedacinho de mim, dos meus sentimentos, dos fatos momentâneos na minha vida.
Cada frase que escrevo aqui posta um pouco do meu amor, da minha solidão, do meu medo, turbilhão de sentimentos que tento lhe dar de uma maneira sutil e ao mesmo tempo intensa, nestas palavras aqui escritas, onde eu choro, eu rio, eu sou eu, apenas alguém que não aguenta tanto sentimento junto, que por um motivo ou outro prefere estar aqui, escrevendo e postando para mim mesma, para que haja alguma coisa de mim, que por mais dura e insensível que eu tenha sido durante o dia todo, sentir alívio em saber que ainda existe sentimento e fragilidade num coração já calejado pela dor...
Sabe, as pessoas dizem sempre que a pouca idade me priva de conhecimentos, me poupa de sabedoria, eu não discordo, porém penso que não importa nada disso, nem idade nem experiência de vida, o que guardamos aqui dentro, no peito, na alma, isso sim faz as palavras surgirem, faz crescer a verdadeira sabedoria, faz nascer palavras que um dia foram só sentidas...
São coisas sem explicação, simplesmente sinto e expresso, sem experiência mesmo apenas pedacinhos digitados de sentimentos que querem passear...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Espalhe por aí